Resenha do filme: As Memórias de Marnie

17:56:00

Olá, leitores! Quanto tempo, não é? Desculpem pela ausência, mas hoje vamos falar sobre esse filme super fofo do Estudio Ghibli! Se você ainda não conhece, recomendo muito.


Informações:
Nome: As Memórias de Marnie/ When Marnie Was There
Ano: 2015
Gênero: Drama/ Fantasia
Duração: 1 hora e 43 min.

O longa adapta o livro de 1967 da britânica Joan G. Robinson. O filme conta a história de Anna, uma menina de 12 anos adotada e com problemas de asma. Um dia, o médico recomenda que ela vá para um lugar fresco para melhorar sua saúde. Então, ela é mandada para a casa dos tios em uma pequena ilha. Lá, ela conhece Marnie, uma menina loira que vive em uma mansão semi-abandonada; as duas se tornam amigas, mas Marnie não é o que parece ser.

Por mais que seja uma animação, o Estúdio Ghibli sempre tem aquele toque de detalhes. Assim que você pousa os olhos, já sabe que o filme é de lá. Sempre me impressiono com os detalhes, a paleta de cores usada e retratação da natureza com uma mistura de simplicidade. Principalmente nesse filme, que deixa uma sensação gostosa de acompanhar.


Anna é uma menina antissocial, não fala muito e sempre anda com o caderno de desenhos - me identifiquei muito. Ao decorrer da trama, vemos como ela supera as dificuldades, sabemos mais sobre o seu passado a a vemos olhar para dentro de si, descobrir coisas novas e seus desejos mais profundos cujo nem ela mesma sabia. É uma história de crescimento.

Marnie é exatamente o oposto de Anna: confiante, expressiva, sempre com um sorriso no rosto. As duas também possuem muito em comum quando se trata de família. Aos poucos vamos conhecendo mais sobre ambas e criando teorias sobre o mistério por trás de Marnie. Os momentos de flashbacks, Anna dormindo e acordando do nada fazem pensar se tudo foi mesmo fantasia ou realidade.


Apesar do filme ter o roteiro simples, um ritmo lento em algumas partes, ele ainda te deixa preso para ver o final e resolver as dúvidas. Não sou muito chorona, mas fiquei muito feliz no final, me tocou um pouco. Perdoar é uma das mensagens principais: aprender com os erros, dar um passo a frente e nunca desistir, superar as barreiras e desentendimentos com algo ou alguém.

É um filme lindo, intenso. Não é tão parecido com os outros do Estúdio, mas ainda merece bastante destaque. Vale a pena assistir sozinho, com a família ou amigos e te faz refletir sobre a vida.

Classificação: ★★★★ (ótimo).


Então foi isso! Vocês já viram esse filme? Em breve tratrei mais resenhas de filmes e livro aqui para o blog.

Um beijão!

You Might Also Like

1 comentários

  1. Oi Lívia, não conhecia o filme parece ser tão cuti, daqueles que te prendem até o final. Adorei a resenha...

    Um abraço

    Claudia

    Preguiça Literária

    ResponderExcluir

wattpad

BLOGS BRASIL

parceiros

instagram | @ldesaturno